Bolinho de arroz personalizado

bolinho de arrozEu fico muito feliz ao perceber que cada vez mais pessoas estão em busca de hábitos saudáveis. De exercícios físicos até a alimentação, passando por escolhas mais conscientes e mudanças na rotina, vários têm sido os indícios de que a procura por práticas ligadas ao bem estar tem aumentado consideravelmente.

No que diz respeito à alimentação, basta ver o crescimento no número de restaurantes vegetarianos, por exemplo, e a oferta de produtos mais naturais e saudáveis nos supermercados. É claro que o cenário ainda não é o ideal, mas, aos poucos, caminhamos em direção a ele.

E, por falar em alimentação, hoje apresento para vocês uma versão adaptada do tradicional e delicioso bolinho de arroz. Essa receita é do tradicional restaurante Ritz e eu a encontrei no portal Sonoma.

Algumas mudanças, porém, podem ser feitas para que o prato fique mais personalizado, como a troca do queijo parmesão ralado por tofu defumado e a substituição do ovo por linhaça.

Outra dica bacana para deixar tudo mais saudável é assar os bolinhos ao invés de fritar. Para isso basta pré-aquecer o forno, untar a forma com um pouquinho de manteiga e levar os bolinhos para assar por uns 20 minutos ou até ficarem dourados.

Confira:

Ingredientes

- 4 xícaras (chá) de arroz bem cozido

- 4 ovos

- 1/4 de xícara (chá) de farinha de rosca

- 1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado

- 1/2 colher (chá) de fermento em pó

- 1/2 xícara (chá) de salsinha picada

- 1/2 xícara (chá) de cebolinha picada

- 1/2 colher (chá) de sal

- 1/4 de colh (chá) de pimenta-do-reino

- 1/2 litro de óleo (ou mais, se necessário, para fritar)

Modo de preparo

- Coloque o arroz, os ovos, a farinha de rosca, o queijo, o fermento, a salsinha e a cebolinha em uma tigela.

- Tempere com o sal e a pimenta-do-reino. Misture bem.

- Numa frigideira funda, aqueça o óleo e doure os bolinhos, que devem ser moldados na mão, um a um.

- Retire com espumadeira, escorra bem e sirva em seguida.

 Post da autora convidada Patrícia Batista.

Chá verde ao gosto do Japão

Ninguém pode subestimar o gosto que os japoneses têm pelos chás.Como parte da cultura, a bebida está presente desde os primórdios do Japão.Podemos ver claramente que tomar chá é um hábito muito comum, e algo que não pode faltar à mesa de nenhum japonês.

A bebida, em geral, é uma das mais apreciadas e consumidas por toda a Ásia.Chá verde no Japão

O que aquelas pequenas folhas verdes têm de tão especial?

Além de um sabor suave e agradável, elas escondem um infinidade de propriedades medicinais, trazendo grandes benefícios à saúde.

Há muitos tipos de chá verde, por exemplo, com aromas, sabores e cores diferentes (embora seja verde).

No entanto, todos vêm da mesma planta: Camellia Sinensis.O que muda na verdade é o processo de produção, a região produtora, a forma do plantio e o modo de preparo.

Há pelo menos seis tipos diferentes de chá verde, sendo esses:

Sensha: é o chá verde mais consumido do Japão, e também considerado o mais saboroso dentre os tipos.

Gyokuro: considerado um dos mais finos, possui um sabor suave e adocicado.

Matcha: colhidas numa plantação coberta, suas folhas são expostas ao vapor, desidratadas e moídas em típicas moendas de pedra. Possuem um gosto um tanto amargo.

Bancha: feito com folhas mais grossas e maiores, possui um sabor leve, mas com uma suave tonalidade amarga.

Hojicha: suas folhas são torradas em fogo forte para aromatizar, e processadas.Ficam com uma cor dourada, assim como o próprio chá, que ganha um tom dourado claro.

Guenmaicha: é uma mistura de arroz torrado com Bancha ouSencha. Possui um aroma agradável de arroz torrado juntamente com o sabor do chá verde.

Para os japoneses tomar chá é muito mais do que apreciar um excelente aroma e ser mais saudável, tomar chá significa manter a tradição e conservar a história e elevar o estado de espírito.

A saber, há toda uma cerimônia para consumo, como tomar em um recipiente adequado, uma típica cerâmica japonesa, até a forma correta de como segurar o wan (“tigela) e como tomar.

O chá verde se tornou tão popular e tão unido à rotina do japonês, que hoje em dia é muito mais do que apenas bebida quente, podemos encontrar em formas de balas, doces, bolachas, sorvetes, sucos, refrigerantes e em diversos outros tipos de alimentos.

O chá verde – e toda sua essência – sem dúvida faz parte do Japão. Podemos dizer que o país não seria mesma coisa sem ele.

Brownie saudável de chocolate

ImageImageTudo começou em um fim de semana, quando bateu aquela vontade de comer um doce, de preferência saudável. Eu nunca tinha feito brownies antes e resolvi procurar por receitas de brownie integrais.

Quando achei esta receita em um blog de uma americana, me deu água na boca e achei a combinação de ingredientes excelente. Dei meus toques na receita e valeu a pena, definitivamente! Ficou uma delícia…..Veja a receita desta sobremesa saudável aqui.

Brownie de chocolate saudável

3 ovos

1 abacate pequeno

1 xícara de farinha integral

1/2 xícara de cacau em pó

1/3 de xícara de água quente

Essência de baunilha à gosto

170g de iogurte natural

3 colheres mel

1/2 xícara de açúcar

Gotas de chocolate para colocar por cima

1/2 xícara de amêndoas picadas (com nozes deve ficar ainda melhor!)

1/3 de xícara de semente de gergelim (opcional)

Bata os ovos com o açúcar e o abacate, acrescente o chocolate em pó derretido na água quente e os demais ingredientes. Despeje em uma assadeira untada ou com papel manteiga. Por último, coloque algumas gotas de chocolate por cima. Asse em forno quente (cerca de 160 graus) por mais ou menos 30 minutos.

Depois de assado, deixe esfriar na geladeira por cerca de 30 minutos antes de cortar.

Fácil fácil, gostoso e saudável!

Cookies integrais

Depois da correria de fim de ano, volto a postar… :-)

Primeiro post de 2014!

Esses cookies ficaram muito deliciosos e são muito fáceis de fazer. São saudáveis e podem ajudar a matar aquela vontade de comer doces.

Cookies integrais

2 xícaras de farinha integral
1/2 xícara de manteiga

3 colheres de sopa de mel

1 ovo

3 colheres de sopa de água

1 colher de chá de canela

2 colheres de sopa rasas de chocolate em pó

1 colher de chá de fermento em pó

1 colher de sopa de essência de baunilha

1/2 xícara de xilitol (pode usar açúcar ou outro substituto)

Misture a farinha com o fermento e depois acrescente os outros ingredientes, mexendo até obter uma massa que desgruda facilmente das mãos. Se precisar, acrescente mais um pouco de fariha até obter esta consistência.

Pode-se fazer bolachinhas com as mãos ou pode-se abrir a massa e usar cortadores. Uma dica para abrir a massa sem bagunça é colocar um pedaço grande grande de papel manteiga sobre uma superfície lisa, coloque um pedaço de massa em cima deste, coloque outro pedaço de papel manteiga por cima e use um rolo para abrir a massa entre os 2 papéis. Quando a massa estiver fina, retire o papel de cima e corte com os cortadores.

Eu usei algumas decorações e depois assei em forno médio por cerca de 25 minutos. Rendimento – cerca de 30 a 40 bolachinhas.

Cupcake de cenoura integral

O que seria de mim semmeu filho….Após um longo dia de trabalho, segundona ‘braba’, ao chegar em casameu filho me cobra gentilmente: mamãe, você tinha prometido fazer cupcakes….
O cansaço passou e lá vamos nós para a cozinha! Convenci meu filho de fazermos um bolinho laranja, a fim de poder colocar cenoura. Também queria fazer com farinha integral.

Achei uma receita na internet, mas adaptei como sempre faço. O bolinho de cenoura integral ficou uma DELÍCIA, fofinho e nem se percebe que há farinha integral.Bem mais saudável que um bolinho comum.

Bolinho de cenoura saudávelBolinho de cenoura integral
2 ovos
50g de manteiga
3/4 de xícara de xilitol (no Brasil não se encontra muito…uma pena)
3/4 de xícara de farinha integral
1/3 de xícara de farinha comum
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 cenoura ralada

Bata os ovos com o xilitol (ou açúcar), acrescente a manteiga derretida, depois as farinhas, a cenoura e o fermento. Asse em forno médio (160 graus) por cerca de 25 minutos. Rende cerca de 10 bolinhos.
Uma delícia de sobremesa, saudável e nutritiva!

Docinho saudável de chocolate

Ahhh, a correria do dia-a-dia não tem dado chance para postagens nem para experimentos culinários! Mas entre a falta de tempo aqui e ali, trago uma receitinha ou outra.

Este docinho saudável foi mais uma tentativa de comer um doce que faça bem, que seja nutritivo para ser comido sem culpa. Claro que o leite condensado daria aquele gostinho de brigadeiro, mas aí não seria saudável com tantas calorias vazias.

Esse docinho tão simples pode até ser usado em festinhas para quem procura alternativas saudáveis. A semente de girassol pode ser substituída por qualquer outra castanha triturada.

Docinho saudável de chocolate

1 xícara de côco ralado

1 xícara de semente de girassol  (o ideal é batê-las um pouco no liquidificador para reduzir o tamanho dos pedaços)

2 colheres de sopa de cacau em pó

Meia colher de leite

Mel até dar o ponto de fazer bolinhas

Misture todos os ingredientes e faça as bolinhas com cuidado, mais apertando do que enrolando. Passe o côco ralado e sirva!

Docinho saudavel de chocolate

Alimentos que não podem faltar na sua mesa

Originally posted on Saúde ao Seu Alcance:

Matéria da Revista Em Forma http://www.revistaemforma.com.br

A cada refeição precisamos nos preocupar não somente com o sabor do alimento, mas com os nutrientes que esse nos fornecerá. Por isso, é necessário um mínimo de conhecimento para manter a saúde e prevenir doenças.

Segundo a nutricionista Nilvania Barbosa, o que não pode faltar em cada refeição são os representantes de cada grupo alimentar, os reguladores, como frutas, legumes e verduras, os energéticos, como pães, arroz, macarrão e os construtores, os feijões, castanhas ou alimentos de origem animal.

Excluir um dos grupos alimentares poderá acarretar em sérios prejuízos. “Por exemplo, se excluirmos os carboidratos que é a fonte de energia primária, o organismo terá que extrair energia do grupo dos construtores que tem a função de reparar tecidos e construir novas células. Podendo assim ocasionar queda de cabelo, unhas fracas e outras deficiências”, explica a nutricionista.

Além de equilibrar utilizando esses três…

View original 190 more words